Os sabores da Amazônia em um só lugar

Tucumã, Cajá,  Açaí, Taperebá, Cupuaçu, Abiu,  Ingá  esses e outros sabores das frutas regionais da Amazônia podem ser encontrados em um só lugar em forma de picolé e sorvete. Presente na vida e no paladar do público amazonense há mias de 40 anos, a sorveteria Glacial, além de apresentar os tradicionais sabores conhecidos por todos nós, também surpreende pela diferenciação e pelo uso dos sabores das frutas.

Sempre preocupada em satisfazer o consumidor a Glacial procura levar ao diversificado público momentos de sabor e lazer. Oferecendo pontos bem localizados, de fácil acesso e com um ambiente agradável. Lojas bem climatizadas, boa iluminação, agilidade no atendimento, otimização do espaço, conforto, e muito mais.

Sinônimo de sorvete, a sorveteria  é um convite para os bons momentos como, por exemplo, para um namoro, uma conversa entre amigos, ou, simplesmente, satisfazer o desejo para saborear um delicioso sorvete.

 

História

O sorvete mais tradicional do Amazonas surgiu nos anos 50, quando o português Joaquim Silveira montou seu bar na esquina das ruas Lauro Cavalcante e Getúlio Vargas – Centro da cidade, uma máquina de fazer picolés, o que não era novidade. Com o calor quase constante de Manaus, essas máquinas abasteciam o alto consumo de picolés da cidade.

No final dos anos 60, Antônio e Fernando, filhos do Sr. Joaquim, resolveram ampliar o negócio e compraram uma máquina de fazer sorvete. Naquela época, a pequena fábrica não atendia ao grande público, pois não vendiam no varejo, atendendo apenas as fábricas do Distrito Industrial, hotéis e lojas de departamentos.

Em 1980, então casado com Srª.Palmira Loio, que conhecera numa de suas viagens a Portugal, Antônio abriu a primeira sorveteria Glacial, na esquina onde seu pai começara com o bar.