Exposição de dragões atrai mais de 40 mil fãs da mitologia

DRAGAO-POSE1-FB

O mundo de lendas e mistérios que envolvem os grandes seres alados foi recriado pelo Shopping Ponta Negra na “Exposição Internacional – Dragões”, recém-chegada da China, e que vem especialmente para os amazonenses conferirem de perto 10 réplicas dessas criaturas presentes na mitologia dos mais diversos povos e civilizações. De acordo com o gerente de marketing do centro de compras, Rafael Fiedler, mais de 40 mil pessoas já visitaram a exposição desde sábado (8).

“Crianças e adultos ficam encantados, tiram fotos e brincam. Sem dúvida, essa é uma opção de diversão com o clima de aventura e emoção para toda a família”, disse o gerente. A mostra é gratuita e acontece até o dia 15 de setembro.

A “Exposição Internacional – Dragões” traz réplicas com até aproximadamente sete metros de comprimento, que possuem sons, movimentos de tórax, asas e soltam fumaça, e que ficarão espalhados pelo centro de compras em ambientações que buscam reproduzir o habitat dessas feras.

O público conhecerá a variedade de dragões existentes em histórias e mitos, entre eles, Dragão Guardião, Dragão de Batalha, Dragão Fada e o Dragão Vermelho. A mostra ainda conta com um dragão interativo, que pode ser “montado” pelas crianças, além de um quiosque para informações e venda de souvenirs.

DRAGAO-POSE2-FB

Passeando pelo shopping, o pequeno Danilo, de 6 anos, ficou encantando com o Dragão das Trevas e o Grande Dragão Verde, localizados bem na entrada do portão principal. “Pensei que ele ficaria com medo, mas muito pelo contrário, ele adorou e ficou admirando as réplicas dos dragões”, conta a mãe da criança, a dentista Laura Carvalho.

O público conhecerá a variedade de dragões existentes em histórias e mitos. Segundo a produtora ArtBHZ, responsável pela montagem da exposição, muito se discute a respeito do que poderia ter dado origem aos mitos sobre dragões em diversos lugares do mundo. “Em geral, acredita-se que possam ter surgido da observação pelos povos antigos de fósseis de dinossauros e outras grandes criaturas, como baleias, crocodilos ou rinocerontes, tomados por eles como ossos de dragões”.

Cada modelo possui um painel com informações. Os especialistas em anatomia costumam classificar os Dragões das Presas em função do número de patas e das asas que possuem. Entre os dragões sem patas, distinguem-se os que têm asas pequenas, que se denominam “Lindorms” ou “Lindwurms”, e os que têm asas grandes, os “Amphipteres”. Os dragões com patas podem ser de tipo Wyvern (que possuem duas patas e duas asas), Draco occidentalis clássico (quatro patas e duas asas), ou Draco Asiaticus (quatro patas, mas sem asas).

Só por si, o tamanho e a força física dos Grandes Dragões Verdes transformam-nos em rivais poderosos. Mas estas criaturas excepcionais dispõem de muitos outros recursos. Em geral, os sentidos dos dragões estão muitos mais desenvolvidos dos que os do homem. Por exemplo, a sua visão e audição são de uma agudeza excepcional e permitem-lhes detectar de imediato quando um intruso entra na sua gruta. Além disso, tem uma grande intuição, uma espécie de sexto sentido defensivo, e a capacidade para avaliar o valor exato de qualquer objeto precioso; joias, gemas, ouro etc.