Cinépolis do Ponta Negra abre Projeto Cinema de Arte em Manaus

Com o filme “Permanência”, de Leonardo Lacca, inédito nos cinemas brasileiros, o Cinépolis do Shopping Ponta Negra abre, nesta quarta-feira (13), o projeto Cinema de Arte em Manaus, em parceria com a Aliança Francesa.

A sessão, para imprensa e convidados, às 21 horas, marca o início de uma série de apresentações de filmes a serem exibidos pela primeira vez na cidade, abertos ao público do dia 14 a 27 de maio, em duas sessões, às 15h30 e 19h30. Ao todo, a mostra no Ponta Negra contará com 14 filmes, entre produções nacionais e estrangeiras, premiadas no Brasil e no exterior.

Já no dia 14, será exibido o brasileiro Permanência, enquanto que no dia seguinte, sexta (15), o título da vez será O Amor é Estranho, de Ira Sachs (EUA). No sábado (16), o público terá a oportunidade de ver o brasileiro Cássia Eller, de Paulo Henrique Fontenele. E no domingo (17), será exibido o francês Um Amor em Paris, de Marc Fitoussi.

A programação prossegue na segunda-feira (18), com o filme polonês IDA, de Pavel Pawlikowski. Na terça-feira (19), o Cinépolisdo Ponta Negra apresentará Relatos Selvagens, de Dámin Szifrón, da Argentina. Encerrando a primeira parte da temporada, no dia 20, acontece a exibição de O dançarino do Deserto, de Richard Raymond (Inglaterra).

A mostra de filmes prossegue no dia 21, quinta, com o título francês Se Fazendo de Morto, do cineasta  Jean-Paul Salomé. O brasileiro A História da Humanidade, de Camilo Cavalcante, é a atração do dia 22 de maio, seguido,no dia 23, pelo norte-americano Um Momento pode Mudar Tudo, de George C. Wolfe.

Já no dia 24,  será a vez do francês Um Fim de Semana em Paris, de Roger Michel. No dia seguinte, Força Maior, de Ruben Ostlund, filme da Suécia, será exibido, enquanto que o brasileiro Branco Sai Preto Fica, de Adirley Queirós, ganha as telas do Cinépolis.  A temporada se encerra dia 27, com a apresentação de Nostalgia da Luz, de Patrício Guzmán.

Informações detalhadas sobre todos os filmes podem ser obtidas no site www.cinemadearte.com.br.

 

Cinema de Arte

 

O Projeto Cinema de Arte, antes de chegar a Manaus, já passou por cinco cidades do Nordeste (Fortaleza, Natal, Recife, João Pessoa e Salvador), sempre no circuito da rede Cinépolis. A seleção dos títulos foi feita pelo curador do Cinema de Arte, o jornalista e crítico de cinema Pedro Martins Freire. A iniciativa visa provocar mudanças no modelo exibidor brasileiro, com a inserção de filmes de arte e produções elogiadas pela crítica e premiadas em festivais de Cinema no Brasil e no exterior, e que geralmente não chegam ao circuito manauara.

Rafael Fiedler, gerente de Marketing do Shopping Ponta Negra, destaca a ousadia e pioneirismo da rede de cinemas. “O Ponta Negra abraçou de imediato esse projeto, por entender que promete dar um salto no conceito de qualidade dos títulos que a cidade recebe, proporcionando ao público acompanhar as grandes criações do cinema”.

Para a diretora da Aliança Francesa, Luciana Cavalcanti, “é motivo de grande orgulho de fazer parte desse projeto é saber que teremos também mais filmes franceses em exibição na cidade”.

 

Filme de estréia: Permanência

 

Com lançamento nacional programado somente para o dia 28 de maio, Permanência poderá ser visto em primeira mão no Cinépolis do Ponta Negra. Ivo (Irandhir Santos) é um fotográfo pernambucano que viaja a São Paulo para fazer sua primeira exposição individual. Ele aceita o convite da ex-namorada Rita (Rita Carelli) para se hospedar na casa dela. Mas hoje, Rita já está casada com outro homem, e Ivo também deixou um amor em sua cidade natal. A proximidade entre eles desperta sentimentos antigos.

 

Rede Cinépolis

A Cinépolis é a quarta maior operadora de cinemas do mundo e a maior da América Latina, atualmente com mais de 3.300 salas em 11 países. A empresa foi fundada em 1947 e tem sua sede na cidade de Morélia, México. A companhia expande-se com uma média de 200 novos cinemas anualmente, nos últimos 5 anos. No Brasil, hoje, são mais de 300 salas no Brasil, em 40 complexos e 30 cidades.